Neurons Hammer "Martelando os Neuróneos" Nestes blogs, além dos assuntos relacionados com a minha vida privada, encontro também, espaço para tecer reflexões de vida, de interesse social, criticando e sugerindo soluções para o País

27
Set 13
A escassos quilómetros da cidade capital (Maputo), localiza-se o Município da Matola, o qual em termos de capital humano concorre a pé de igualidade com o Município de Maputo. A legislação moçambicana confere a responsabilidade de gestão de educação, do nível primário aos municípios. A construção das escolas no que tange ao Ministério de Educação compete ao orçamento dos municípios.

O Bairro Municipal de Nkobe, por exemplo, situa-se na jurisdição do Conselho Municipal da Matola, mas até agora as escolas primárias lá existentes (EP1 12 de Outubro e EPC de Cobe) não têm condições favoráveis para os petizes que nelas frequentam o ensino primário, o qual é garantido gratuitamente pelo Sistema Nacional do Ensino, segundo o programa do governo central, no âmbito da redução do índice de analfabetismo no país. As "sem tetos" são numerosas nos bairros municipais da Matola que nesta reflexão é protótipo das outras escolas dispersas em todo o país. Não é apenas a gritante falta de salas de aulas que é inquietante, como também, não há carteiras e muitos outros materiais didáticos necessários para o garante de bom ensino e qualidade. As crianças estudam debaixo das árvores de cajueiros, mangueiras, canhueiros, mafureiras, no areal, sujeitas à poeiras, chuva, sol e várias outras condições deploráveis que não são aceitáveis para o bom ambiente escolar. Atendendo e considerando que o país regista consideráveis avanços económicos senão crescimento económico, as multinacionais encaixam anualmente nos confres do Estado milhões de dólares norte-americanos!

Não obstante, o nosso país possue condições favoráveis para a produção de madeira, prova disso, Moçambique exporta grandes quantidades de contetores senão toneladas de troncos de qualidade de todo o tipo de madeiras que a floresta moçambicana oferece-nos. De referir que é essa madeira que podia providenciar carteiras para as crianças para além da produção do papel para o material didático (livros, cadernos, etc), não só, como também contribuiria para a construção de salas de aulas tanto na cobertura (tetos) bem como na vedação (paredes) proporcionando dessa forma as mínimas condições para o decorer das aulas. Contudo, há um problema que os nossos governantes têm: egoísmo, ambição, corrupção, abuso do poder, etc, que culmina com o contrabando de madeira, uso abusivo de recursos estatais, desvio de dinheiro do Estado para benefício próprio, o que afecta o bom funcionamento das instituiçõe públicas.

Na administração e gestão das organizações existe objectivos e metas por alcançar. É sabido que há objectivos individuais e organizacionais mas acima de tudo estão osbjectivos organizacionais. Portanto, os actores da organização actuam em sede daquilo que foi planificado para a consecução dos objectivos e metas colectivos (da organização). Portanto, se os actoreres subtrairem o orçamento planificado pela organização para o benefício próprio estarão a fazer refém ao bom funcionamento organizacional, causando danos irreparáveis que até poderão levar a instituição a falência!
publicado por Julio Khosa às 16:13

BOm dia,

Ao ler dei-me conta de que o texto não está completo, achei por bem alertar, até porque gostaria de poder ler o resto :)

João Sá
João Sá a 1 de Outubro de 2013 às 10:18

Boa tarde, senhor João Sá.
De referir que a sua apreciação mereceu uma maior atenção ta minha parte, facto esse que culminou com a rectificação do texto em termos de mancha gráfica do texto.
Espero mais apreciação da sua parte. Assim posso crescer...
Muito obrigado.
Abraço.

Agora sim, perfeita e totalmente legível. o tamanho da letra não faz grande diferença ser pequeno pois em qualquer PC ou telemóvel/smartphone/tablet, é fácil fazer zoom para aumentar o tamanho no ecrã.

Ainda bem, porque os conteúdos do seu blog têm gerado bastante interesse, como penso poderá verificar pelas visualizações.

Hoje, este post está em destaque Na Rede na homepage do SAPO Moçambique (sapo.mz).

Continue com esse alento para a escrita.

Boa tarde, Sr. Sá.
Não esperava uma observação emocionnte como essa. Realmente sentí-me encorajado para continuar a escrever mais sobre conteúdos de índole de interesse social do nosso país. com um bocado de atenção nas suas observações achei indispensável aumentar o tamanho de letra dos posts do meu blog. Daí que não haverá mais necessidade de ampliar o zoom dos telefones smarts para poder ler o que escrevo... O mesmo acontecia comigo quando acedia ao meu blog via telemóvel... continua me instruindo.
Muito Obrigado.
JK
Julio Khosa a 7 de Outubro de 2013 às 16:25

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

comentários recentes
Eu gostava de pedir um espaço (terreno) ao estado,...
Deus saber porque criou raças diferentes, os que s...
Acordem.Deixar essas ideias do marxismo leninismo ...
COMO QUE FICOU O ARQUITECTO DEPOIS DE MANDELA SER ...
Homossexualismo: sim ou não?Devo eu, fazer filhos,...
Olá :)Este blog tem andado muito "sossegado", faz ...
O povo é carneiro, existem pessoa que estão a vive...
Boa tarde, Sr. Sá.Não esperava uma observação emoc...
Agora sim, perfeita e totalmente legível. o tamanh...
Boa tarde, senhor João Sá.De referir que a sua ap...
blogs SAPO
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO